terça-feira, 1 de maio de 2007

3.º Dia – Aveiro

A chegada a Aveiro fez-se já durante a noite, pelo que a vista circundante da casa do LúciFer era uma incógnita. Mal acordámos recebemos a visita do PequenoGato, que subiu para o parapeito da janela, como que obrigando-nos a deitar o olho para a magnífica vista do quarto do dono:



Pois, é o reservatório da água.
Tomámos o nosso banhinho (daí a utilidade do reservatório da água…) e rumámos à aventura...ou qualquer coisa do género.
O pequeno-almoço foi tomado numa das inúúúúmeras pastelarias venezuelanas da zona, cujo balcão nos põe em risco de afogamento em baba-própria…De barriga aconchegada fomos percorrendo as ruas da cidade até à Ria, que, devido à altura do ano, se encontrava cheia e pouco fedorenta. É que ao que consta o cheiro costuma ser poderoso.





Fomos visitando as ruas à volta da Ria, descobrindo Praças e Ruas em calçada portuguesa, onde o comércio tradicional ainda vive e as pessoas preenchem as ruas numa moldura humana bonacheirona.




Mas, temos também um dos melhores projectos de arquitectura moderna no Fórum Aveiro. Um centro comercial que não é um mamarracho no meio da cidade e onde se respira durante as compras.
Como tínhamos de enviar as traduções efectuadas no serão anterior, procurámos um espaço Internet em Aveiro. Descobrimos um depois de termos ido ao Turismo, E, surpresa das surpresas, fomos atendidos por um funcionário público simpático…NOT! Como imprimimos 4 páginas ao invés das 3 regulamentadas, o SINHOR apresentou queixa, deu tiros para o ar e gritou “que Alá guie as minhas balas!” Ou qualquer coisa assim, vá…





Como aquilo é muito grande a fome chegou que nem demos por ela. Encontrámos o nosso guia que nos levou à mais maravilhosa incursão pela gastronomia Aveirense: os hambúrgueres da RAMONA!!!! Para todos os que estão a pensar, o que raio é que os hambúrgueres têm a ver com isto, deixem que vos diga uma coisa: até comerem um hamburger com queijo, fiambre, tomate, alface, molho de cogumelos, ovo estrelado, batatas fritas e um hamburger de vaca do tamanho de um boião da Nívea (dos grandes), nunca comeram nada de jeito. Aquilo vem preso com um pau de espetada…não é um palito…um pau de espetada…shlerp…shlerp.
Com a barriga a parecer uma melancia, fomos beber café e deambular mais um bocado…pensámos em arrancar à tarde, mas o passeio foi-se alongando por Museus e Exposições, pelo que decidimos ficar por lá até ao dia seguinte.



Aveiro é uma cidade equilibrada entre o tradicional e o moderno. O centro não difere de qualquer outra cidade: os velhotes à porta dos cafés, as pessoas movimentam-se nos seus afazeres diários…mas, há qualquer coisa que se nota: as pessoas são simpáticas e afáveis, talvez pela larga percentagem de população universitária que lá reside.
Como decidimos pernoitar mais uma noite, fomos confirmar a verdadeira delícia dos hambúrgueres da RAMONA, que, caso não tenhamos mencionado anteriormente são DIVINAIS!!!!
O LúciFer nessa noite estava a trabalhar num Bar, ao que lhe fomos fazer companhia, tornando-nos parasitas de balcão ao lado de pitas que não o largavam…enfim, há coisas que não mudam.

No regresso a casa contemplámos, mais uma vez, as simples mas maravilhosas iluminações de Natal da cidade, que nos acompanharam a casa como um anjo da guarda azul.

No dia seguinte iríamos, finalmente seguir viagem. Mas este dia em Aveiro fez-nos repensar no sítio onde gostaríamos de criar os nossos filhos…isso e na comida…eheheh

15 comentários:

hmocc disse...

Se há uma coisa com que se pode contar em Portugal é com funcionários públicos pouco simpáticos.

Como diria um amigo meu: "é certinho como o soleil!"

Formiguinha disse...

Aveiro é mesmo uma pérola!!!

Sempre que passo na A1 com tempo lá faço o desvio só para ver aquela mini Veneza e o seu shopping maravilhoso!!!

Lucifer disse...

...com essa historia das pitas ainda me metem em trabalhos... ;)

Morsa disse...

Ora cá estamos nós em viagem! Nunca fui a Aveiro enquanto ser consciente de mim mesmo! Os meus pais dizem que estive lá, mas tinha dois ou três anos e devia estar ocupado com outros pensamentos como falar, palrar e andar para olhar para a área circundante!

Tou a gostar desta viagem!!!!

Beijinhos e abraços

Dina disse...

Agora além dos ovos moles com que me tinha empanturrado antes enquanto esperava que V. Exªs acordassem...ainda me obrigam a comer um hambúrger descomunal ao almoço e ao jantar??
Quem me mandou a mim dizer que vos acompanhava nesta viagem até Santiago??
Por este andar chego lá já bisavó e pior que uma baleia!!

Benfiquista disse...

Gostava de lá ir, nunca lá fui, nunca tive oportunidade.
Gostava mesmo de lá ir.
Continuo a gostar da minha maneira pensar, gostava mesmo de ir lá!!!!!
Temos que lá ir um dia destes.
Um dia destes...........
ou amanhã!!!!!

sandra disse...

Ó benfiquista, amanhã não digo, mas fica combinado!!!!
Quanto a vocemecês, autores...agora é só seguir viagem, nós gostámos desta paragem!!!

Maria Cunha disse...

Hamburgueres do Ramona??? que saudades... Este fim-de-semana passo por lá para matar saudades :)

Aveiro é realmente uma cidade fabulosa... eu tive a sorte de viver por lá uns bons anos...
e volto lá sempre que posso para visitar os amigos...


ah! os funcionários públicos podem ser pouco simpáticos... mas para compensar há milhentos agentes da função pública que são uma simpatia :)

ana disse...

Chiça! É preciso descobrir os vossos blogs para saber notícias dos senhores!...
Muitos parabéns pela vossa mudança de estatuto perante o estado e as finanças!
Parabéns pela vossa viagem!
Continuem felizes!
E já agora, da próxima vez que passarem em coimbra... apitem! Posso-vos oferecer manjar e cama, embora não sejam hamburguers da ramona nem um hotel de 5*****

Beijinhos e saudades.

Para sempre, Maria disse...

Ana:

Convite aceite!
Quando a conta bancária apresentar melhorias logo combinamos alguma coisa...

Beijo

Azul disse...

mas vocês passaram a lua de mel toda a trabalhar????

fj disse...

ai que eu nao resisto a ir ver o final da viagem , lol
Por favor despaxem-se com a viagem, senao eu vou, ai vou!! vou!!!
até já, Aveiro;)
PS: cá para mim , ainda voltaram outra vez a Aveiro!

elvira carvalho disse...

Ora bem então mais descansada lá fui eu ver os canais desta bela Veneza portuguesa. Dei um salto ao museu, instalado no antigo Convento de Jesus, onde a infanta D. Joana, a Santa princesa, viveu.
Admirei o magnífico pórtico de ornamentação barroca, da igreja da Misericórdia,e os maravilhosos painéis de azulejos no interior.
Depois do almoço, visitei a Sé de Aveiro, instalada no antigo Convento de S. Domingos, dedicada a Nª Sª da Glória.
Visitei ainda a Igreja dos Carmelitas, também ela instalada no antigo Convento dos Carmelitas, sumptuosa no seu interior em talha dourada, e tectos revestidos com pinturas dos séc.XVII e XVIII.
E pronto fez-se noite, que os dias são pequenos. E tenho que dormir cedo, não vão vocês partir sem mim.
Um abraço

rx disse...

só de ler o post e imaginar os hamburgueres do ramona começo a salivar. Vivi em Aveiro durante 6 anos enquanto tirava o meu cursinho, se tivesse pensado na minha vida tinha tirado um curso de jeito e hoje continuava a viver nakela que é a melhor cidade do mundo para viver e conviver. mas não resolvi ser professora, agora resta-me colocar o QZP 01 no topo das prefrencias, mas até agora ME ainda não quis que eu voltasse à capital doa ovos moles :(

rx disse...

e viva o clandestino, belas tertulias sobre teatro ocorreram por lá.